Sua autoestima abandonou você?
Acredite, há uma forma de reconquistá-la
e FUNCIONA!
A gente conhece e sabe como fazer.
SÓ DEPENDE DE VOCÊ...

DÊ O PRIMEIRO PASSO!

screen

Livre-se do desânimo e CONQUISTE A SI MESMA

Você se sente indisposta? Sua energia se esgota nos teclados do notebook, em reuniões de trabalho intermináveis? Seu espelho lhe reflete como gostaria de se ver? Por que, não?

Acho que já sabe, mas não custa dizer: você é as escolhas que faz ao longo do tempo. Para se refletir como merece, precisa, antes de tudo, escolher-se a si mesma, precisa se cuidar.

Corpo, mente e alma andam de mãos dadas.
Cuidar de um é o começo para cuidar de todos e, assim, dar um novo rumo, bem mais saudável, à sua relação consigo mesma e com quem realmente importa.

screen

Sua vida pode ser muito mais FUNCIONAL, sabia?

Já ouviu falar em TREINAMENTO FUNCIONAL? Se lhe dissesse que existe desde que o homem surgiu na Terra, pelo menos desde que se tornou bípede, não seria exagero nenhum.

Na década de 1990, o famoso cinesiólogo(estudioso dos movimentos do corpo humano), Paul Chek, desenvolveu o treinamento funcional a partir dos movimentos fundamentais do homem primitivo: agachar, avançar, abaixar, puxar, empurrar, levantar e girar.

O norte-americano fez isso de maneira a equilibrar atividades neuromusculares e aeróbicas, garantindo o fortalecimento da estrutura esquelético-muscular e aumentando a condição cardiorrespiratória do praticante.

Boa parte desses exercícios era realizada por atletas desde os Jogos Olímpicos da Grécia Antiga, provando sua histórica eficiência. Chek adicionou, ao método, abordagem focada nas necessidades de cada indivíduo, proporcionando, assim, a cada aluno, o ansiado equilíbrio orgânico.

NÃO NASCEMOS PARA FICAR PARADOS!


GANHE UMA SEMANA DE AULA GRÁTIS!

“Emagreci 10 quilos, nunca mais ‘travei’ e recuperei minha autoestima”

Carol passou cinco anos sem fazer nada. Quando encontrou o PAFI, estava acima do peso e desmotivada.

Carol Ortiz sempre gostou de praticar esportes. “Já fiz jazz, ballet, natação, musculação e joguei vôlei por toda a minha adolescência. Mas, com 30 anos, descobri que estava com nove hérnias de disco na coluna e desgaste no quadril.”

Hereditariedade? Má postura? Musculação? “Não sei.” Ela só sabia que sentia muitas dores , travava com frequência e vivia à base de analgésicos. “Tive de parar a musculação. Na época, era minha principal atividade. Amava!”

A situação, para Carol, pioraria. “Passei cinco anos sem fazer nada, fiquei acima do peso e desmotivada. Havia desistido de tentar encontrar uma atividade.”

O sedentarismo parecia uma sentença inevitável. “Um dia, escovando os dentes, senti uma fisgada nas costas e fiquei inválida por duas semanas .” A experiência extrema, de alguma maneira, despertou Carol da inércia.

Foi aí que encontrei o PAFI e minha vida mudou mesmo. Emagreci 10 quilos, nunca mais travei e, mais importante, recuperei minha autoestima."

Em fevereiro de 2019, Carol completa quatro anos de PAFI. “O que eu ganhei nesses quatro anos? Qualidade de vida, mais 40 anos de vida ativa e a Viviane, uma amiga de verdade, que cuida de mim como se eu realmente fosse única.”

screen

Uma VISÃO, uma MISSÃO e o DESAFIO

Viviane Dutra se formou como educadora física em 2000 e, desde a faculdade, já atuava como personal trainer. “No fundo, sempre sonhei ter um studio de personal.

O que ela também já tinha em mente, na faculdade, era realizar um trabalho que desenvolvesse, nos alunos, a propriocepção(capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação). Para isso, atividades que não usam equipamentos costumam ser mais apropriadas. “Sempre quis fazer algo que não usasse equipamentos de musculação.”

Apesar desse desejo, Viviane também trabalhou, paralelamente, em academias tradicionais por um bom tempo. Em 2004, fez pós-graduação em Personal Trainer e aumentou os atendimentos pessoais. “Trabalhava com idosos que viviam em apartamentos. As aulas eram em espaços pequenos e sem equipamentos.”

Como Viviane queria desenvolver autonomia corporal, força e equilíbrio de seus alunos, ela adotou o treinamento funcional que, na década de 2000, no Brasil, era pouquíssimo conhecido.

Dominando os recursos do personal e do funcional, em 2008, ela fez mais uma pós, agora, em Saúde da Mulher no Período do Climatério . O sonho amadurecia: Viviane já tinha conhecimento e público-alvo, só faltava um empurrãozinho do destino. “A academia em que eu trabalhava fechou as portas. Pensei: ‘É agora ou nunca’.”
screen

A hora de TRANSFORMAR muitas VIDAS

O “agora” de Viviane foi há cinco anos e virou o Studio PAFI . De lá para cá, histórias de reconstrução de autoestima , como a de Carol, não pararam de ser produzidas.

Há a história de Gabi, que decidiu “fazer o PAFI” para acompanhar o ritmo dos filhos. A de Tati, que, antes do funcional, ia duas vezes por semana ao pronto-socorro com dores na coluna e, agora, não vai mais e, também, a de Camila, que, em três meses de aula, reduziu em três números o tamanho da calça.

“Muitas vezes, as alunas chegam aqui com profunda descrença em si mesmas, acham-se incapazes de quase tudo. Esse tempo como personal me mostrou que, mais do que melhorar o preparo delas, minha missão é mostrar que elas podem muito mais do que acreditam poder ”, diz Viviane.

Marilza Caldas chegou ao Studio com mais de 47 anos “para reverter a flacidez ” e, aos 52, não pretende deixar o corpo nem a autoestima que conquistou em quatro anos de treinos. “ Eu não tinha coragem de andar na esteira , tinha medo de cair.”

Hoje, ela não apenas anda na esteira, como faz exercícios no TRX, uma fita que mantém o praticante em suspensão para a realização de diversos movimentos que envolvem força e equilíbrio. “ O PAFI é diferente de qualquer academia tradicional ”, diz Marilza.


GANHE UMA SEMANA DE AULA GRÁTIS!

TREINAMENTO FUNCIONAL

Uma semana, três aulas grátis, para você ver como o treino do PAFI realmente funciona!

Informe seus dados. Entraremos em contato para agendar sua aula.

Qual é o seu nome?

Coloque aqui o seu melhor e-mail: